APRESENTAÇÃO MONTRA DE LIVROS LEILÕES CONTACTOS
Pesquisa
Destaques
Última Actualização
Oportunidades
? A B C D E F G H I J
L M N O P Q R S T U V
Z
DIALOGOS DE DOM FREI AMADOR ARRAIS [1604]
ARRAIS (Fr. Amador).- ?DIALOGOS' // DE // DOM FREY // AMADOR ARRAIZ, // Bispo de Portalegre: // ?REVISTOS, E ACRESCENTADOS // pelo mesmo Autor nesta segunda impress?o.' // [gravura com bras?o da Ordem do Carmo impressa a negro e vermelho] // EM COIMBRA. // Na Officina de DIOGO GOMEZ LOVREYRO Impressor // da Vniuersidade. // Com licen?a do Sancto Officio, & Ordinario, // & Priuilegio Real. // Anno do Senhor de M.DCIIII. In-f?lio de XXII ff. prels. inums. e 346 (ali?s 339, por salto de num. de 22 para 29 e erro por existirem duas 234 e duas 236, saltando erradamente para 237) nums. pela frente. E.
Um dos mais estimados cl?ssicos da literatura Portuguesa, considerado um dos melhores modelos da boa e s? linguagem. No livro ?Judaica nas colec??es da Biblioteca Nacional de Portugal. S?culos XII a XVIII?, L?cia Liba Mucznik faz um pequeno coment?rio a esta obra que transcrevemos: "Un?nimes em criticar a cegueira judaica e acusar os judeus de cobi?a, ingratid?o e crueldade, as personagens do di?logo, Ant?oco e Aureliano, ambos crist?os-velhos, protagonizam de algum modo as duas correntes de opini?o que ter?o existido em Portugal, na ?poca, sobre a convers?o dos judeus. Enquanto Ant?oco parece defender a pol?tica de convers?o e assimila??o de D. Manuel, Aureliano, pelo contr?rio condena a convers?o for?ada, considerando que ? fingida, que os crist?os-novos continuam judeus no ?ntimo e, por conseguinte, que a sua presen?a em Portugal ? nefasta. Frei Amador Arrais declara na 1.? ed. da obra que foi seu irm?o Jer?nimo quem a iniciou e que n?o pode termin?-la porque faleceu. Repete isto no pr?logo da 2.? ed. (...)". Jos? dos Santos descreve com pormenor esta edi??o no ?Cat?logo dos Condes de Azevedo e de Samod?es', onde considera esta segunda e rar?ssima edi??o, "a mais completa e por isso a mais estimada." Segunda edi??o, acrescentada de mais tr?s ?Dialogos' (passando por isso a dez) e de um ??ndice' de assuntos. Conforme diz Raul Proen?a nos ?Anais das Bibliotecas e Arquivos, vol III, n.? 11?, desta edi??o existem duas variantes, sendo a que apresentamos a ?variante-Zacharias' com mais seis folhas que a ?variante-Vivvas' (como lhes chama R. Poen?a): "o ?ndice alfab?tico ? impresso em caracteres it?licos, havendo, depois de Vivvas, as rubricas Vinicornes, Voca?oens, Voto, Vranoscopon, Zelo, Zacharias; al?m disso ? ?sse indice seguido por um ?Index locorum Sacrae Scripture qui in hoc libro obiter explicantur? que abrange 11 p?ginas (...)" Tamb?m Pinto de Matos no ?Manual Bibliogr?fico Portuguez' regista a mesma edi??o fazendo men??o de valores atingidos no mercado relativamente ?s edi??es de 1589, 1604 e 1846 e verificando a grande estima que esta edi??o merece. ?Innoc?ncio' refere: "Tanto a primeira como a segunda edi??o foram sempre procuradas, e tidas na conta de raras, desde muitos annos, m?rmente a segunda, que era e ? ainda a preferida." Frontisp?cio impresso a negro e vermelho, sendo o corpo do texto impresso a duas colunas. Dos dez 'Dialogos' de que se comp?e a obra, transcrevemos os seus t?tulos ou assuntos: I. Das queixas dos enfermos, & curas dos Medicos; II. Do allivio de affligidos; III. Da gente Judaica; IV. Da gloria, & triumpho dos Lusitanos; V. Das condi??es, & partes do bom Principe; VI. Das vias porque Deus neste tempo nos chama; VII. Da paciencia, & fortaleza Christam; VIII. Do testamento Christ?o; IX. Da consola??o pera hora da morte; X. Da Invoca??o de Nossa Senhora.
Encaderna??o antiga com a lombada de pele. Manchas de ?gua dispersas pelo volume e vest?gios de tra?a que n?o ofendem a mancha tipogr?fica. Com um rasg?o na folha 82 que ofende parcialmente o texto, apresentando um restauro antigo. O canto inferior externo da folha 147, apresenta tamb?m um pequeno restauro, sem ofensa da mancha tipogr?fica. Frontisp?cio com assinaturas antigas.
Ref: 2889
€ 1,000.00
Copyright © 2019 Livraria Manuel Ferreira Política de Privacidade Perguntas Frequentes