APRESENTAÇÃO MONTRA DE LIVROS LEILÕES CONTACTOS
Pesquisa
Destaques
Última Actualização
Oportunidades
? A B C D E F G H I J
L M N O P Q R S T U V
Z
HISTORIA DE SAO DOMINGOS [1767]
SOUSA (Frei Lu?s de) & SANTA CATARINA (Frei Lucas de).- PRIMEIRA PARTE [SEGUNDA, TERCEIRA E QUARTA] // DA HISTORIA // DE S. DOMINGOS // PARTICULAR DO REINO, E CONQUISTAS // de Portugal. // POR FR. LUIS CACEGAS // Da mesma Ordem, e Provincia, e Chronista della. // Reformada em estilo, e ordem, e amplificada em successos, // e particularidades // POR FR. LUIS DE SOUSA // Filho do Convento de Bemfica. // LISBOA // Na Officina de Antonio Rodrigues Galhardo. 1767. 4 vols. In-4.? gr. de XX-718, XXXVIII-463-[I], XVIII-[I]-447-[I] e XXVII-[I]-819-I p?gs. E.
A prop?sito da vida e Obra de Frei Luis de Sousa, diz M. Lopes de Almeida na extensa ?Introdu??o? que fez para a edi??o da ?Hist?ria de S. Domingos' integrada na colec??o ?Tesouros da Literatura e da Hist?ria? publicada pela ilustre editora ?Lello & Irm?o': " (...) excelentemente arquitectada, de travejamento bem lan?ado e seguro, devidamente repartida como cr?nicas parcelares ou rela??es de conventos, vasta de pesquisa e informa??o no concernente ? mat?ria secular, al?m do estilo delicioso que toda a orna e ilustra. ? a ?Hist?ria de S. Domingos'. Serviu-se igualmente Fr. Luis de Sousa dos abundantes materiais deixados por Fr. Lu?s Cacegas, que percorrera o pa?s visitando cart?rios e investigando antiguidades, em proveitosa colheita de not?cias e documentos. Elaborara o velho cronista muitas p?ginas de rude estilo para edifica??o da obra, mas tudo quanto deixara era ?... hum monte de cousas indigestas, e informes: o modo de dizer ao antigo, pouco polido e falto de arte...?. Houve quem quisesse que Fr. Lu?s de Sousa fizesse o livro como inteiramente seu, ?nico autor, mas isto sobrep?s-se a sua inteireza moral e honradez de escritor, sentindo confessar de necessidade a d?vida ao seu antecessor. (...). Imponente massa de estudo e de trabalho de composi??o oferece a Hist?ria de S. Domingos, admir?vel ainda mais quando se pensa que foi obrigado v?rias ocorrer a solicita??es distraindo-o da sua obra essencial. Velho e talvez ansiando o repouso de uma intensa actividade intelectual, no momento em que perlustrava a ?ltima parte do seu magno trabalho surgiu-lhe novo encargo. O rei, n?o contente com a cr?nica do Piedoso escrita por Francisco de Andrade, cometia-lhe a pesada tarefa dos ?Anais de D. Jo?o III', para a qual se preparou provendo-se de importantes materiais de investiga??o. (...)" Obra de grande import?ncia para a hist?ria dos conventos Dominicanos de Coimbra, Porto, Lisboa, Elvas, Guimar?es, Tuy, ?vora e Batalha. Segunda e muito invulgar edi??o desta muito estimada obra cl?ssica, ornada de letras capitais de fantasia, cabe??es de enfeite e flor?es de remate entalhados em madeira. Todos os volumes, impressos em fino papel de linho, ostentam uma bela portada arquitect?nica gravada em madeira, encimada e ladeada por figuras de Santos, com os dizeres acima transcritos, O IV volume, da autoria de Frei Lucas de Santa Catarina, "Chronista da Ordem dos Pr?gadores, e Academico da Academia Real" foi dedicado a D. Jo?o V.
Boas encaderna??es inteiras de carneira, da ?poca, com alguns defeitos superficiais. Com manchas de ?gua que afectam parcialmente as margens superiores do 1.? e 3.? volumes, embora apenas tangencialmente ofendam a mancha tipogr?fica.
Ref: 35564
€ 800.00
Copyright © 2019 Livraria Manuel Ferreira Política de Privacidade Perguntas Frequentes